Casamento :: Marina e Marcus



23 de janeiro de 2017 - Postado em: Casamentos Reais

Marina e Marcus realizaram o sonho de casar ao ar livre e com toda a família envolvida em todos os detalhes.

Eles e as famílias fizeram a decoração do casamento, o noivo fez a identidade visual, alguns amigos tocaram na cerimônia, a avó do noivo foi a celebrante, outra avó entrou com as alianças, o vestido da noiva foi feito por uma costureira da família, os bem casados por uma amiga da noiva… Enfim, foi muito amor de pessoas queridas envolvido nos preparativos.

Confiram como foi tudo inspirador no vídeo de Olga Filmes e nos cliques de Ana Slika:

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14.1 14 15 16 17 18.1 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35.1 35 36.1 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

:: Fornecedores do Casamento ::
local Pousada Rancho Cipó | cerimonial Porteventos | vestido da noiva Costureira da família | sapato da noiva Luiza Barcelos | acessório Maria Frô | beleza da noiva Laura Starling | traje do noivo Zara Espanha | decoração, buquê e lapelas família dos noivos | celebrante Avó do noivo | mobiliário Daniela Salomão | id visual Noivo | convites Grafam | bolo e doces Buffet Miriam Rios | bem casados Amiga da noiva | DJ e banda Ash Mota + Ballare | fotografia Ana Slika | vídeo Olga Filmes

Por
Tags:

Casamento em Macacos :: Karine e Diogo



27 de novembro de 2016 - Postado em: Casamentos Reais

Vi uma foto do casamento de Karine e Diogo e foi amor a primeira vista… tudo tão lindo. Então convidei a noiva pra mostrar tudo por aqui e ela topou na hora.

Fiquei pensando no que escrever para dizer que eles fizeram algo com muita personalidade… mas ela nos contou tudinho.

Com a palavra, a noiva:

Há 11 anos atrás, eu esperava ansiosa para meu namorado chegar. Escolhi a melhor roupa, coloquei a melhor sandália, perfumei, maqueei. Era o primeiro dia que eu saía com aquele garoto de olhar inteligente que conheci em uma balada em Belo Horizonte. Diogo Sabido, era o nome dele. Alguns minutos de conversa eu descobria que o “sabido” não estava só no nome. Ele sabia mesmo de tudo. E eu também sabia. “Era ele”. Havia paixão, uma química perfeita, compreendemos que era amor.
Eu designer, ele ainda estudante de medicina. Não sabíamos namorar. Então, aprendemos a namorar, namorando.
Foram 11 anos de namoro sonhando juntos.
“Quando se sonha sozinho, é apenas um sonho. Quando se sonha juntos é o começo da realidade”. – Cervantes.
Dia 6 de Agosto de 2016 foi o dia escolhido para celebrar tudo isso e o começo da nossa nova realidade.
Então começamos a planejar. A ideia por um casamento fora do convencional sempre fez sentido na nossa cabeça e alma. Essa era a única certeza. Tudo deveria estar em sincronia com o que acreditamos. A primeira escolha foi a Rane, da Vivaz, uma pessoa maravilhosa, sempre com o astral lá no alto e em pura sintonia com nossos valores. Assertiva e muito atenta, nos guiou a dar os primeiros passos neste universo do casamento (totalmente novo para mim).
Algumas coisas a gente já tinha certeza: queríamos algo intimista, com ar bucólico, autêntico, cerveja artesanal e com comida gostosa. O resto foi se encaixando a medida que íamos pesquisando. Somos um casal amante do pé na estrada, das viagens. Então veio a ideia de fazer o casamento em Macacos, uma espécie de mini destination wedding, já que Macacos fica pertinho de BH. Procurando pousadas e espaços em Macacos nos lembramos do Sebastião, um lugar que já foi restaurante e que a gente já frequentou em noites frias e românticas. Um lugar que a gente gostava muito de ir e que um dia descobrimos que ele havia fechado, se tornado espaço de festas. Ficamos triste com a notícia na época porque gostávamos do ambiente e das comidas. Mas mal sabíamos que este seria o cenário do nosso grande dia. Quando fomos visitar e conversar com o Werner (o dono) já sabíamos que seria lá. Um lugar intimista, com aquele ar gostoso de natureza e ainda guardava nossas memórias de noites felizes. Escolhi fazer a cerimônia sob uma das árvores que havia lá.
A princípio queria fazer uma cerimônia com alguns amigos celebrando ou dizendo coisas bonitas sobre o amor, mas eu conheci a Juliana Freitas e mudei de ideia. A Juliana é celebrante e faz cerimônias personalizadas, baseadas na história do casal. Eu tenho um projeto para incentivar e empoderar mulheres a empreenderem (o negociodemulher.com.br). No universo dos casamentos, a maioria dos celebrantes são homens. A Juliana era a peça que faltava para nosso quebra-cabeça, para que tudo fizesse sentido e se conectasse com nossa história pessoal.
O dia do casamento foi muito melhor do que os meus sonhos mais otimistas. Era um dia lindo, ensolarado, um frio de início de inverno. O casamento foi em um sábado e passamos o final de semana na pousada Vila Solaris, com meus pais, os pais do Diogo e alguns padrinhos. O meu making of foi feito na própria pousada onde eu me preparei para a cerimônia. O vestido foi feito pela querida e talentosa Roberta da La Pen. Ela captou direitinho o que eu queria e foi amor desde o primeiro rabisco. O lugar, o clima, as pessoas tudo contribuiu para que ficássemos relaxados, tranquilos e principalmente pudéssemos curtir aquele momento.
A cerimônia que aconteceu embaixo de uma árvore contou com a presença ilustre de alguns passáros. Entrei com o coração pulando ao som da Valsa de Amélie Poulain (um dos meus filmes preferidos). Diogo entrou pedalando uma bicicleta vintage embalado por “Raindrops keep falling on my head” que também faz referência a uma cena de filme (Butch cassidy and the sundance kid). A banda Off White foi a escolhida para a cerimônia e festa. Também outra escolha acertadíssima. Até hoje ouvimos elogios às músicas, estilo e escolha da banda. Não conhecia a banda até o dia em que fomos assistir o ensaio no estúdio deles. Foi paixão às primeiras notas. Saímos do estúdio arrepiados e emocionados pelo repertório e talento. Com a certeza de que eles fariam tanto a cerimônia quanto a festa.
A busca pelo buffet foi o mais difícil. Queríamos fugir dos salgadinhos tradicionais e começamos a maratona de degustações (ô! Que sacrifício! rs). Até que um dia fomos à degustação do Bravo! e ele nos fisgou pelo paladar e criatividade. Não era apenas salgados mas era toda uma ideia de cardápio diferente, esteticamente impecável e tudo muito gostoso. Com buffet escolhido, a cerveja foi fácil. Queríamos a Kud Beer desde o início. Ela também fez parte da nossa história.
Ouvir dos convidados que o nosso casamento foi “autêntico”, “a nossa cara” e “o casamento que fez mais homens chorarem” é pra gente a maior alegria e a sensação de “missão cumprida”.

As imagens do vídeo de Olga Filmes e cliques de Leo Cabral são encantadoras:

Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo Karine + Diogo

:: Fornecedores do Casamento ::
cerimonial Vivaz | local Sebastião Eventos (em Macacos) | decoração Museu de Grandes Novidades | DJ + boite Backstage BH – Raffa Henriques | buffet Bravo Catering | celebrante Juliana Freitas | músicos cerimônia+ festa Off White Band | fotografia Leo Cabral | make + cabelo Priscila Pêgo | filme Olga Filmes | bolo + doces + lembranças Madeleine Patisserie | vestido La Pen Atelier

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Por
Tags:
Voltar ao topo