Carregando..
guia de fornecedores
ou

Entrevista :: Wander Faria :: fotógrafo

FotografiaMais
Entrevista :: Wander Faria :: fotógrafo

Conhecer mais do trabalho dos fornecedores de casamento que admiramos é sempre muito bom.

Gostamos de conversar, saber como tudo começou, as novidades, os planos…

Então resolvemos contar um pouco disso tudo para vocês que sempre estão curtindo o blog, e a maneira escolhida foi a entrevista.

Já publicamos algumas e daqui pra frente elas estarão mais presentes.

Hoje a nossa conversa é com o fotógrafo Wander Faria Menezes, de quem somos fãs de carteirinha.

wander_1

BH Casamentos – Como começou sua paixão pela fotografia?

Wander Faria – Levou tempo. Acho que ela me conquistou aos poucos. Quando queria refletir ou pensar na vida, eu saía com minha fujisinha e procurava alguma paisagem para apreciar. O tempo foi passando e depois minha esposa Val Gonçalves começou a fotografar profissionalmente e precisava de um assistente. Pronto, virei assistente e com o passar dos dias meu contato com a fotografia foi aumentando até que chegou o dia que eu teria que escolher entre fotografar ou continuar a trabalhar com TI.

BHC – Na sua opinião, como está o mercado de fotografia, e de casamento em geral, aqui em Belo Horizonte?

WF – O mercado da fotografia para bens de consumo e produtos está muito bom.  Com o valor cada vez mais acessível, nunca se vendeu tanta câmera fotográfica e cursos de fotografia. Empresas tinham saído do cenário ressurgiram com novidades como as câmeras Lomos e instantâneas.

Já o mercado laboritorista está em queda. Com a facilidade dos meios digitais, revela-se pouco. A Kodak pediu falência, os laboratórios imprimem cada vez menos e muitas pessoas preferem imprimir suas fotos em casa mesmo.

Outro dia estava em um laboratório e eles estavam destruindo caixas e mais caixas de fotos reveladas de clientes que não voltaram para buscar suas fotos. Aquele prazer de pegar um álbum de família e relembrar passeios ou épocas passadas está caindo no esquecimento.

Quanto ao mercado de casamento, ele é muito deslumbrante. Como se paga caro pela fotografia de seu casamento muita gente acha que descobriu a galinha dos ovos de ouro. Compra uma câmera, faz um curso, cria um “seu nome photography.com.br”, põe umas fotos no facebook e pronto, agora tenho uma profissão bacana e vou ficar rico. Depois que essa pessoa entra no mercado, ela descobre que a galinha não põe ovos de ouro e sim ovos simples. Aí começam as queixas e reclamações do mercado.

Para quem trata o mercado com seriedade e não como hobby, é um mercado bem promissor. Mas necessita dos mesmos investimentos, acompanhamentos e estudos que qualquer mercado.

Se você para, seu mercado para também.

wander_2

BHC – Você tem algum projeto em vista para breve?

WF – Nos próximos meses mudaremos nossa marca e posicionamento no mercado.  Outro projeto é a criação de álbuns de recordação com qualidade internacional normatizada, produzidos com impressão e papéis especiais. Será produzido em nosso próprio estúdio. Foi preciso quase um ano de estudos e pesquisas para chegarmos ao produto correto.  É a próxima tendência do mercado de casamento. Em breve teremos disponível.

Além dos produtos e reformulação da nossa marca, começaremos a partir do próximo mês uma série de palestras para noivos e pessoas interessadas em fotografia.

BHC – Dentre as inúmeras responsabilidades que um fotógrafo tem, qual você classificaria como a principal?

WF – Acho que a principal delas é a de documentarista. Você pode ser artista, pode ter seu estilo, mas não pode esquecer que um casamento é um evento em que o rito não se repete e tem que ser documentado. É um momento de celebração familiar. O fotógrafo de casamento tem obrigação de contar a história do casamento por fotos.

wander_

BHC – Que recado deixaria pra quem quer ingressar no mercado de fotografia de casamento?

WF – Você não se torna um advogado comprando uma constituição  e não se torna um guitarrista só porque comprou uma guitarra. Com a fotografia não é diferente.

Quer ser um fotógrafo? Estude. Estude antes de abrir sua empresa. Faça estágio, procure trabalhar antes em alguma empresa, pesquise o mercado. Veja se é isso mesmo que você quer, pois fotografar é a menor parte do trabalho.


Agora algumas fotos de
Val+Wander Fotografias:

val_wander0
val_wander2
val_wander3
val_wander4
val_wander5
val_wander6
val_wander7
val_wander8
val_wander9
val_wander91
val_wander92
val_wander93
val_wander94
val_wander95
val_wander96

fornecedores


voltar ao topo